segunda-feira, 4 de maio de 2015

Review - CZ 452-2E ZKM






Filosofia de Uso
- Tiro recreativo
- Treino
- Competição

Calibre - .22 L.R.





Dimensões e peso
- Comprimento Total -  108,3 cm
- Comprimento Cano -   24,8’’ (63 cm)
- Peso - 3 kg

Miras
- Boas, fácil regulação em altura, sem ferramentas.
- Necessária chave de fendas para regular a deriva.
- 4, numa escala de 1 a 5





Gatilho
- 1 tempo
- Muito preciso
- Muito leve
- 5, numa escala de 1 a 5

Fiabilidade - 5, numa escala de 1 a 5

Qualidade de construção - 5, numa escala de 1 a 5

Ergonomia - 5, numa escala de 1 a 5

Facilidade de utilização
- Muito fácil de desmontar e montar para limpeza.
- É possível desarmar o percutor sem disparar em seco.
- É possível rearmar o percutor para voltar a picar uma munição que não dispare à primeira tentativa.
- 4, numa escala de 1 a 5






Durabilidade - 5, numa escala de 1 a 5

Valor - 5, numa escala de 1 a 5
Design  - 5, numa escala de 1 a 5

Classificação final - 5, numa escala de 1 a 5







Olá, sejam bem vindos à minha review da CZ 452-2E ZKM. Esta arma pode ser adquirida em Portugal com uma licença para uso e porte de arma de tiro desportivo. É uma carabina de repetição destinada ao tiro de recreio e à competição com armas de recreio.


A principal preocupação de quem manuseia armas de fogo deve ser a segurança, portanto, vamos certificar-nos que a arma se encontra em segurança. Vamos retirar o carregador, puxar o ferrolho à retaguarda e inspeccionar visual e fisicamente se existe alguma munição na câmara, após essa verificação, levar o ferrolho à frente, mantendo o gatilho premido enquanto se fecha o ferrolho, tendo o cuidado de manter o cano apontado para uma área limpa e segura durante este processo.


Nunca se deve manusear uma arma de fogo sem se terem executado os passos descritos anteriormente.

Agora que já sabemos que a arma se encontra em segurança, vamos falar um pouco mais das suas caracteristicas:






A 452 é uma carabina de repetição, de calibre .22 Long Rifle, produzida pela CZ. Este modelo foi descontinuado em 2011, sendo ainda possível encontrar exemplares novos à venda em Portugal. O modelo 452 foi substituido pelo 455.


Não vou falar dos acessórios incluídos na caixa porque comprei a minha CZ usada e sem acessórios. A minha arma vinha com um carregador de plástico, com capacidade para 10 munições, mas acho que, de série, vem um com capacidade para 5. Entretanto já adquiri vários carregadores de plástico e metal, com capacidades para 5 e 10 munições.





Esta arma pesa 3 kg descarregada, mede 108,3 cm de comprimento total e tem um cano de 24,8 polegadas. Apesar de não ser uma arma pequena e leve, também não a acho demasiado pesada ou de tamanho exagerado. Segundo os profissionais do tiro desportivo, o peso ajuda a estabilizar a arma.


As miras são robustas,  duráveis e muito fáceis de adquirir, contribuindo bastante para os bons resultados no alvo. A mira traseira é do tipo tangente, regulável em altura sem necessidade de ferramentas. A regulação em deriva é feita usando uma chave de fendas para desapertar 2 parafusos na alça. A mira da frente está protegida por um túnel que é aberto no topo para deixar entrar luz, facilitando a pontaria. A maior parte das variantes da CZ 455 não tem a mira traseira do tipo tangente, fácil de ajustar. Pelo contrário, tem uma alça de mira mais básica e difícil de ajustar, obrigando ao uso de ferramentas para ajuste de altura e deriva.






O gatilho é outro dos pontos fortes desta arma. Os utilizadores dizem que o gatilho vem bastante bem afinado de fábrica. Pessoalmente nunca disparei uma CZ 452 com o gatilho afinado de origem. O gatilho das 452 é regulável mediante um parafuso que  ajusta o seu curso. Existem também molas à venda para reduzir o peso. Ambas as 452 que disparei tinham o gatilho afinado pelos proprietários. Em ambos os casos a mola do gatilho foi substituida por uma mola de esferográfica, para tornar o gatilho ainda mais leve. A substiuição da mola do gatilho por uma mola de esferofráfica é prática corrente entre os atiradores de competição e é uma forma barata e eficaz de melhorar o desempenho da arma.


Para além das alterações ao gatilho, a minha arma também tem a parte interna do fuste desbastada de forma a não tocar no cano, para que não afete a precisão da arma. A CZ 455, que sucedeu à 452 já vem assim de fábrica.





O cano, martelado a frio é um dos componentes mais louvados da CZ 452. Segundo a marca e um grande número de atiradores, é o principal responsável pela grande precisão desta arma. Pessoalmente acho que este nível de precisão só é perceptível e util aos atiradores de bench rest. Quando disparadas sem apoio, a maioria das armas modernas são mais precisas que os seus atiradores. O cano vem com uma rosca para adaptar um silenciador. Em Portugal os silenciadores são ilegais o que torna esta rosca irrelevante. Esta zona da rosca é um ponto de formação de ferrugem pois, muitas vezes, aquando da limpeza e lubrificação da arma, não se retira o anel que protege a rosca e não se limpa devidamente a sua superfície.


Nas armas de percussão anelar não se deve disparar a seco pois o percutor embate diretamente na parede da câmara danificando-a, e danificando-se a si próprio. Dito isto, a CZ, no manual da 452 indica que esta arma foi desenhada para poder ser disparada a seco sem sofrer danos, o que a torna uma exceção à regra. Apesar disto acho que se devem minimizar os disparos a seco com esta arma. É possível desarmar o percutor desta arma sem efetuar o disparo em seco. Para isto basta manter o gatilho premido enquanto se fecha o ferrolho.







Quanto à fiabilidade, é uma arma extremamente fiável, como todas as carabinas de ferrolho, funcionando na perfeição com todo o tipo de munições, mesmo as de mais baixa qualidade. Saliento o facto do ferrolho da 452 ter 2 extratores, para aumentar ainda mais a fiabilidade desta  arma.


Em relação à ergonomia também a classifico com 5 numa escala de 1 a 5. Não tenho nada de mau a referir.

O processo de desmontagem e montagem para limpeza, é extremamente fácil e rápido. Para retirar o ferrolho da caixa da culatra, basta manter o gatilho premido enquanto se puxa o ferrolho para trás. Esta arma permite que a vareta de limpeza seja inserida pela parte de trás da câmara para não danificar a boca do cano.






Estéticamente considero esta arma muito bonita, principalmente com o carregador original, com capacidade para 5 munições. Tenho que a classificar com 5 numa escala de 1 a 5.


Tenho que dar uma classificação final de 5 numa escala de 1 a 5 a esta arma. Não a considero tão divertida de disparar quanto a Ruger 10 / 22, mas não a comprei com a diversão em mente. Comprei-a para competir nas provas da FPT e esta já me conseguiu dois terceiros lugares no meu escalão. É muito fácil obter pontuação suficiente para o uprgrade para as licenças B e C, com esta arma. A maior parte dos atiradores que obtém boas classificações usa a CZ 452. Existem outras alternativas às CZ para quem pretende participar em provas, mas, as que produzem resultados equivalentes, são muito mais caras. A 452 é muito fácil de personalizar e existe um grande número de acessórios tais como carregadores, carris, miras e molas. Recomendo a substituição da mola do gatilho e a compra de 2 ou 3 carregadores extra. Esta arma é a escolha ideal para quem quer participar em competições sem gastar muito dinheiro.



Arma
Munição
Peso (gr)
Velocidade (m/s)
Energia (J)
CZ 452-2E ZKM
Aguila Super Extra Subsonic
38,00
313,6
121,1
CZ 452-2E ZKM
American Eagle Copper Plated HP
38,00
380,5
178,3
CZ 452-2E ZKM
American Eagle Lead Solid
40,00
397,8
205,2
CZ 452-2E ZKM
CCI Mini-Mag Copper Plated Round Nose
40,00
396,9
204,2
CZ 452-2E ZKM
CCI Stinger Copper Plated Hollow Point
32,00
535,8
297,7
CZ 452-2E ZKM
Geco Pistol
40,00
334,9
145,4
CZ 452-2E ZKM
Geco Rifle
40,00
336,7
147,0
CZ 452-2E ZKM
RWS High Velocity Hollow Point
40,00
434,7
244,9
CZ 452-2E ZKM
SK High Velocity
40,00
393,7
200,9
CZ 452-2E ZKM
Winchester Super X Round Nose Copper Plated
40,00
422,0
230,9





Atualização - 27-12-2015


Recentemente, com a ajuda de um amigo, equipámos a CZ com uma mira Hawke Varmint 6-24x44 e fizémos alguns testes de precisão com diferentes munições a 25, 50 e 100 m em bench rest (BR). Os testes foram efetuados num dia sem vento. Como não tenho experiencia em BR nem testei outras armas com munições idênticas não vou retirar conclusões relativas à precisão da arma, mas vou tentar concluir algo em relação às munições usadas no teste.

As munições com pior performance a todas as distâncias foram as Winchester Super X. Estas foram as únicas munições de alta velocidade (supersónicas) testadas. Relativamente às munções standard velocity (subsónicas, com velocidade inferior a 343 m/s) que testámos, as Geco Rifle e as CCI Pistol Match estas comportaram-se de forma semelhante, conseguindo grupos muito interessantes com ligeira vantagem para as CCI. Apesar da ligeira vantagem das CCI considero as Geco uma melhor escolha devido ao seu preço mais baixo.

Tamanho médio dos grupos por munição em cm
Munição
25 m
50 m
100 m
CCI Pistol Match
1,3
2,2
5,7
Geco Rifle
1,3
2,3
4,2
Winchester Super X Round Nose Copper Plated
2,4
3,4
8



Se a matemática não me atraiçoa, o tamanho dos grupos, medido desde o extremo do perímetro dos impactos mais afastados, aumentou, em média, 67% dos 25 m para os 50 m e 129% quando pasámos dos 50 m para os 100 m. Se compararmos o tamanho dos grupos a 100 m com o dos grupos a 25 m, obtemos um aumento de 323%. Se olharmos apenas para os grupos obtidos com as munições da Geco temos um aumento de 70% dos grupos a 50 m face aos de 25 m, um aumento de 88% nos grupos a 100 m face aos de 50 m e um aumento de 233% nos grupos a 100 m face aos de 25 m.

Aproveito também para deixar uma palavra de agradecimento ao CC, do blog Balázios de Ar Comprimido pelo empréstimo da mira, do apoio de tiro e do know how. Tenho também que lhe dar os parabéns pois foi quem conseguiu grupos mais pequenos de forma consistente.
                       
Tamanho médio dos grupos por atirador em cm
Atirador
25 m
50 m
100 m
AA
1,6
2,6
6,6
AS
2,0
2,6

CC
1,4
2,6
5,4

Estas são as fotos dos alvos:








Para terminar a questão da precisão da CZ quero apenas dizer que isto dos grupos é muito bonito e tal, mas o que mais me impressionou foi conseguir cortar uma carta de jogar a 50 m ao 2º tiro com munições CCI Pistol Match. O CC conseguiu cortar uma carta a 25 m ao 1º tiro. 




Atualização - 18-02-2016

Regresso ao tema da precisão porque, de facto, esta arma merece. Juntamente com o CC do blog Balázios de Ar Comprimido, decidimos fazer um comparativo ao nível da precisão entre armas de fogo e armas de ar comprimido, a 50 m de distância. Os resultados deste comparativo podem ser consultados aqui. Munida de uma mira telescópica Hawke Vantage 6-22x44 SF, a CZ conseguiu o seu grupo mais pequeno de sempre, com 1,5 cm, medidos de extremo a extremo dos impactos, só lamento não ter conseguido este grupo nas minhas mãos, mas sim nas do CC. As munições Geco Rifle, desta vez conseguiram melhores resultados que as CCI Pistol, ao contrário do que tinha acontecido da última vez.




Um grupo de 1,2 cm, a 50 m de distância, parece-me bastante bom para uma arma que custa cerca de 500€, usando munições baratas, mas confesso que não tenho muita experiência em benchrest para ter a noção exata dos grupos que são expectáveis desta arma. Peço aos atiradores mais experientes que partilhem os resultados que conseguiram com as suas CZs.

Quem quiser ver todas as fotos dos alvos pode fazê-lo aqui.




The end

E lembrem-se, não se deixem apanhar!