segunda-feira, 23 de março de 2015

Review - Leatherman Wingman





Sejam bem vindos à minha review do Leatherman Wingman. Esta é uma multi-tool de entrada de gama. É destinada aos utilizadores que não conhecem a marca nem estão dispostos a pagar o valor que a Leatherman cobra pelas suas multi-ferramentas de maior qualidade. Pelas suas dimensões e funcionalidades, ligeiramente maior que o Juice S2 e e um pouco menor que o Wave, acho que o Wingman ainda é suficientemente leve para ser usado como ferramenta de bolso, no dia-a-dia.


Dimensões e peso:
Comprimento Fechado: 9,7 cm
Comprimento da Lâmina: 6,6 cm
Peso: 198,4 g






Para quem não conhece, o Leatherman Wingman é uma espécie de canivete suíço mais evoluído. Aqui a ferramenta principal é o alicate e não a lâmina como é o caso dos canivetes suíços comuns. Este alicate, de pontas finas, é suficientemente preciso para poder ser usado como uma pinça, para além do seu uso normal, como alicate. Os dentes do alicate não são tão agressivos como os dos modelos mais caros e o corta arame também não apresenta o mesmo nível de precisão. A qualidade de construção não está, claramente ao nível das multi-ferramentas mais caras como o Wave ou o Juice. O alicate do Wingman tem, no entanto, uma funcionalidade extra que não se encontra nos modelos mais caros. Os cabos do alicate abrem automaticamente devido à ação de uma mola, tornando a sua utilização muito mais agradável.






Apesar do alicate ser a ferramenta principal desta multi-tool, a ferramenta que uso mais é a faca. Apesar de apenas ter 6,6 cm e de ser produzida num aço de baixa qualidade (420 HC), esta faca é bastante útil e permite fazer um grande número de tarefas no dia-a-dia tais como abrir caixas, cortar braçadeiras de plástico ou, até mesmo, preparar comida. Vem extremamente afiada de fábrica, cortando papel e pêlo na perfeição. O facto de ter uma lâmina hibrida, retira-lhe alguma da sua funcionalidade. Pessoalmente detesto a parte serrilhada da lâmina. Os utilizadores que não sabem afiar a faca, irão preferir a serrilha, que irá cortar durante mais tempo sem ser afiada.






Esta lâmina permite a abertura com uma única mão, que é uma funcionalidade que considero muito importante. Outra funcionalidade importante desta lâmina é a tranca, do tipo liner lock. Não gosto particularmente deste tipo de tranca, mas é melhor que nada. Uma lâmina que tranca é muito mais segura que uma que não tranca pois o perigo de ela se fechar durante a utilização é reduzido.


O “HC” do aço (420 HC) refere-se a High Carbon e isto que dizer que é sensível à ferrugem. Há que ter cuidado com esta ferramenta e usar regularmente um pouco de WD40, principalmente depois de ter sido exposta a água ou humidade.


Comparada com a lâmina do Juice, esta é claramente superior. É mais prática de usar por causa da abertura com uma única mão e é mais segura por causa da tranca.








A tesoura, de grandes dimensões, também está acessível a partir do exterior. Considero as suas dimensões demasiado grandes, mas as suas pontas afiadas facilitam as tarefas que exigem precisão. À semelhança da faca, a tesoura também tranca com o sistema de liner lock. A mola que afasta os cabos da tesoura só funciona se a tesoura estiver trancada. Da primeira vez que usei a tesoura, não a abri até trancar o que me levou a crer que a mola estava avariada. Assim que a tranca é ativada, a tesoura funciona na perfeição.


A tesoura e a faca são as únicas ferramentas que estão acessíveis a partir do exterior. Todas as outras exigem a abertura dos cabos do alicate para ficarem disponíveis. Nenhuma das outras ferramentas tranca.


No interior, num dos cabos, encontramos a chave Phillips e a chave de fendas, ambas de grandes dimensões. Pessoalmente, acho que são demasiado grandes para a maioria das tarefas que desempenho com elas. Não existe nenhum adaptador de bits para estas chaves. As chaves de fendas e Phillips são muito inferiores às encontradas no Juice. Este é o principal fator que me leva a usar o Juice S2 no dia-a-dia e não o Wingman.






No outro cabo temos 3 ferramentas. Um tira-caricas que também pode ser usado para descarnar cabos elétricos. Uma ferramenta com lima numa face, com régua graduada até 3 cm na outra face e que funciona como chave de fendas de média dimensão, na ponta.  Temos ainda uma ferramenta de corte para abrir embalagens. Destas, a mais útil é a ferramenta para abrir embalagens, que permite abrir, de forma segura, as embalagens de plástico transparente, do tipo concha.


Para terminar, tenho que concluir que se trata de uma excelente multi-ferramenta, bem construída e com muitas funcionalidades interessantes. Este é um sério adversário para o Juice. É muito mais barato e tem quase tantas funcionalidades, ou até mais, dependendo da perspetiva. É pouco maior e mais pesado. Pessoalmente, não noto qualquer diferença de peso para o Juice S2, ao transportar esta ferramenta no bolso, no dia-a-dia. Para além disto, o Wingman ainda tem os tradicionais 25 anos de garantia da Leatherman. Sem dúvida uma excelente multi-tool.







No meu caso, continuo a preferir o Juice S2, não tanto pela qualidade extra, nem pelo menor peso mas sim por causa das chaves de fendas e Phillips que uso bastante no meu dia-a-dia. Outro fator a ter em conta é que as maiores dimensões do Wingman podem parecer exagerados aos olhos de outras pessoas. O aspeto mais compacto do Juice, não irá, certamente, assustar ninguém.

O Leatherman Wingman pode ser adquirido na Amazon de Espanha, a um preço muito competitivo, clicando neste link.


Espero que tenham gostado desta review. Se gostaram, partilhem-na nas vossas redes sociais e cliquem no botão gosto.

E lembrem-se, não se deixem apanhar.