quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Regras de segurança em carreiras de tiro











Olá a todos. Sou atirador entusiasta e frequentador assíduo de carreiras de tiro há bastantes anos. Ao longo do tempo tenho testemunhado alguns comportamentos inseguros ou pouco educados de alguns atiradores. Mesmo pessoas mais experientes parecem não saber comportar-se numa carreira de tiro frequentada simultaneamente por outros atiradores. É importante referir que não sou nenhum especialista na matéria, tendo eu próprio, sido muitas vezes chamado à atenção por outros atiradores devido a comportamentos pouco exemplares.




Antes de falar de regras específicas das carreiras de tiro, considero importante relembrar as 4 regras básicas de segurança ao manusear armas:

  1. Trata todas as armas como se estivessem carregadas. Nunca faças nada com uma arma descarregada que não fizesses com uma arma carregada.

  1. Nunca apontes uma arma a algo que não estejas disposto a destruir. O cano da arma deve apontar sempre para um local seguro para que, em caso de disparo acidental não se provoquem danos a pessoas, animais ou bens materiais. Mesmo tendo a certeza de que a arma está descarregada, com o mecanismo aberto e sem carregador, não se deve apontar o cano a ninguém nem a nada que não se pretenda alvejar.

  1. Mantém o dedo afastado do gatilho até estares pronto para disparar. Só depois da arma estar apontada ao alvo e com a imagem de miras desejada é que se deve colocar o dedo no gatilho. Em todas as outras situações, o dedo indicador deve estar esticado, ao longo da arma.

  1. Conhece o teu alvo e o que se encontra atrás dele. É fundamental garantir que atrás do alvo ou na sua proximidade, não se encontram pessoas, animais ou objetos que não se pretendam destruir. É também fundamental perceber se o alvo irá fazer parar o projétil ou se este irá continuar a sua trajetória após embater no alvo.



Para além das regras básicas, a utilização de carreiras de tiro e a presença de outros atiradores exige o cumprimento de algumas regras adicionais ou de variações das regras básicas:

  1. Nunca pousar uma arma em cima da bancada, na linha de tiro, sem que esta tenha o cano apontado para o alvo, o mecanismo aberto e o carregador retirado. Adicionalmente poderá ser usada uma bandeira na câmara. Pode parecer exagerado e redundante mas, para além de ser seguro, transmite também sensação de segurança aos restantes atiradores na carreira que, com um breve olhar, conseguem certificar-se que a arma está descarregada. É extremamente importante, que todos os atiradores se sintam em segurança.

  1. Sempre que surgir a necessidade de ir colocar ou trocar alvos, é fundamental que se peça autorização aos restantes atiradores para ir à frente, à zona dos alvos e nunca se deve avançar sem que todos os atiradores tenham pousado as suas armas em segurança. Assisto com demasiada regularidade a atiradores que acabam de atirar, pousam a arma na bancada e dirigem-se imediatamente para a zona dos alvos sem pedir para lá se deslocarem ou sequer avisar. Como é óbvio, este é um comportamento perigosíssimo.

  1. Enquanto há atiradores na zona dos alvos, os restantes, que ficaram nas suas linhas de tiro, não devem, em caso algum, manipular as suas armas, mesmo que as mesmas estejam descarregadas, abertas e com a bandeira na câmara. Quem está na sua linha de tiro pode saber que a sua arma está em segurança, mas quem está na zona dos alvos não sabe.







  1. Nas carreiras em que é que é permitido, aos que desejam uma menor distância ao alvo, disparar à frente da linha de tiro, é fundamental não esquecer que, ao regressar à linha de tiro, o cano da arma deve estar sempre apontado para o alvo e nunca para o chão ou, para a bancada de tiro, mesmo que a arma esteja descarregada e aberta.

  1. Ao retirar as armas do estojo, antes de começar a disparar ou ao guardá-las após o tiro, é necessário garantir que nunca se aponta o cano da arma para os outros atiradores. O cano deve apontar sempre para o chão ou para cima, enquanto se transporta a arma do estojo para a bancada de tiro e vice-versa. Pessoalmente, apesar de achar que as armas deverão estar descarregadas, não gosto que passem com o cano na minha direção enquanto transportam as armas de um ponto para outro.

  1. Nunca mexer nas armas de outro atirador sem ter a permissão explícita deste para o fazer. Esta é mais uma regra de boa educação do que de segurança. Apesar de ser uma regra óbvia acho importante colocá-la aqui de forma explícita.


Espero que este artigo seja útil a quem frequenta carreiras de tiro e que sirva para aumentar um pouco o nível de segurança e conforto de todos os utilizadores mesmas.

Aproveito para referir que é importante não facilitar nem ceder no que à segurança diz respeito. É muito fácil ir ignorando gradualmente algumas das regras que consideramos exageradas, redundantes ou desnecessárias. Se este comportamento não for evitado, rapidamente o atirador poderá revelar comportamentos inseguros.



Peço a quem acha estas regras exageradas e redundantes que pense também nos restantes atiradores presentes na carreira. Ouço inúmeras vezes a justificação - “Eu sei o que estou a fazer”, proferida por alguém que acabou de levar uma reprimenda. Mesmo partindo do princípio que o atirador reprimido sabe mesmo o que está a fazer, é importante não esquecer que os restantes atiradores “não sabem que o atirador sabe o que está a fazer”.

Como disse no início, não sou especialista na matéria, portanto, peço aos mais experientes que comentem e ajudem a completar este artigo ou a corrigir erros.

Espero que tenham gostado deste artigo. Se gostaram, por favor partilhem-no nas vossas redes sociais e cliquem no botão gosto.

E, lembrem-se, não se deixem apanhar.